Share

Uma das maiores paixōes nacionais é com certeza a cerveja e São Paulo tem os melhores bares com cervejas especiais!

Frangó: Só pela carta de cervejas (mais de 250 tipos de cerveja e 6 opçōes de chopp) e pela porção de coxinha, vale a pena a viagem até a Zona Norte de São Paulo! Em uma praça tombada, dessas que parecem cidade do inteior, algumas mesas ao lado de fora (será sortudo se conseguir) e muitas dentro do bar.

Onde? Largo da Matriz Nossa Senhora do Ó – Freguesia do Ó – SP
Quando? Terça a Quinta – 11h às 15 e das 17h às 24h. Sexta à sábado das 11h às 2h e Domingo 11h às 20h
____________

Aconchego Carioca – Jardins: Embora o bar seja “coxinha” (para os mauricinhos), eles tem uma carta de cerveja com mais de   traz 190 rótulos divididos por estilo e nacionalidade, escolhida por Eduardo Passarelli! A casa também é muito conhecida pelos petiscos, não deixe de provar o delicioso jiló frito na redução de balsâmico e mel, servido junto de queijo de cabra (R$ 24,00) nossa dica vai para a inglesa Strong Suffolk Vintage Ale (R$ 28,00), envelhecida em carvalho, e a americana Sixpoint Resin (R$ 23,00), de sabor cítrico. O chope nacional Bamberg Pilsen sai por R$ 5,00.

 
 
Onde? Alameda Jaú, 1372 – Jardim Paulista - São Paulo - SP
____________
 

Melograno: Depois que o expert Passarelli saiu do Melograno, quem assumiu foi a sommelière Cilene Saorin e o americano RandyMosher, autor de três livros sobre a produção de cerveja. Boa pedida é provar um dos cinco menus degustação propostos por cada um deles, nos quais comparam e apresentam escolas cervejeiras. Com um cardápio de 21 páginas os destaques vão para: a spice beer (condimentada) italiana Baladin Nora, a india pale ale escocesa Brew Dog Punk IPA e a paulista Bamberg Altbier, com típico sabor da cidade alemã de Düsseldorf.

Onde? Rua Aspicuelta, 436 – Vila Madalena - São Paulo - SP
_______________
 

Bar Asterix: Você não dá nada para o bar com cara de botequim próximo Av. Paulista, mas ele tem uma das maiores cartas de cerveja de São Paulo com mais de 200 rótulos, entre nacionais e importadas. Experimente uma das belgas Chimay, Leffe e Hoegaarden, ou as alemãs Erdinger, Franziskaner e Paulaner. Para acompanhar que tal uma tábua quente de linguiça de javali?!

 
 
 
Onde? Al. Joaquim Eugênio de Lima, 573 – Prédio de Esquina com Av. Paulista, 807 lj. 16 – Jd. Paulista – SP
________________
 

Cervejaria Nacional: Cervejaria Nacional é a única fábrica-bar de São Paulo e oferece mais de cinco receitas de cervejas artesanais,em três ambientes diferentes. No primeiro piso, temos a fábrica, onde são produzidos cerca de 5.000 litros de cerveja artesanal por mês. No segundo andar funciona uma choperia, Onde o chop sai com a temperatura entre 0º e 0,2ºC, para que você possa degustar e sentir todas as características do sabor de cada uma delas. Já no terceiro andar fica o restaurante comandado pelo chef Alexandre Cymes. Entre os destaques, estão a Costelinha de Porco, o Mercadão (sanduíche de mortadela no pão de bagaço de malte), o Mix de Salsichas, nossa premiada Alheira e o Galeto na Y-îara Pilsen.

Onde? Av. Pedroso de Morais, 604 – Pinheiros – São Paulo – SP
_______________
 

Cervejaria Ô Fiô: Um bar mais frequentados por “coxinhas”, no coração do Morumbi. Foi fundado por dois amigos e conta com  230 marcas de cervejas, entre artesanais, nacionais e importadas! Entre as leves e refrescantes, uma boa escolha recai sobre a witbier (de trigo) italiana Issac Baladin (R$ 22,00). Quem prefere as mais fortes pode apostar na americana Brooklin Monster Ale (R$ 31,00), do tipo barley wine e com respeitáveis 10,3% de álcool.

 
 
Onde? Rua Licio Marcondes do Amaral, 51 – Morumbi – SP
_______________
 

Empório Alto dos Pinheiros: Agora se o que você quer é experimentar os rótulos de cerveja em casa com os amigos, o lugar ideal é o Empório Alto dos Pinheiros, onde você pode provar no local também! Inaugurado em 2008, conta com mais de 400 rótulos de cerveja. Dono do empório, Paulo Almeida deixou de lado o cardápio e resolveu expor os rótulos na prateleira mesmo, atualizando semanalmente as opções.

A casa conta com mais de dez torneiras de chope, entre elas as paulistas Bamberg e Colorado Indica, a mineira Wäls Quadruppel, a belga Delirium Tremens e a holandesa La Trappe Quadrupel. Para degustar, o local oferece a polenta mole coberta por ragu de carne, além de tábuas de frios, porções e sanduíches.

Onde? Rua Vupabussu, 305 - Pinheiros – SP 
_______________
 

Empório Sagarana: Sagarana é um pequeno, quase secreto endereço em São Paulo. Uma esquina sem tempo nem espaço, onde as pessoas podem exercitar o prazer de ser gente de novo. Idealizado pelos mineiros Paulo Leite e Priscila Vieira o bar tem uma das melhores seleções de cervejas da cidade, alguns quitutes com gostinho caseiro e queijos importados lá das Gerais. Mas não é por isso que as pessoas vêm ao Sagarana. As ótimas cervejas e os caprichados petiscos e tortas são apenas uma desculpa para a gente fazer o que mais gosta: voltar a ser gente. Uma carta linda, com mais de 180 rótulos de cervejas nacionais e importadas.

Onde? Rua Marco Aurélio, 883 e 887 - Vila Romana/ Lapa – SP
______________
 

Leão da Terra:  Umas das mais novas cervejarias de São Paulo, fica na Zona Norte de São Paulo. Com uma carta de mais 250 rótulos,escolhidos pelo (ex- Melograno) Silvio Molina. A casa dispõe de uma degustação de chope, composta de cinco copinhos de 100 mililitros cada um, das marcas Bamberg Pilsen, Erdinger, Delirium Tremens, Colorado Indica e Guinness. Entre as nacionalidades das cervejas estão: Espanha, Alemanha, Francesa, Americana, Holandesa, Russa, Tcheca entre outras. Para acompanhar uma boa pedida é a crocante minicoxinha de ossobuco chega com molho pesto, servido à parte. As sextas e sábados tem música ao vivo de pop/ rock.

Onde? Avenida Engenheiro Caetano Álvares, 4666 – Santana - São Paulo - SP
 
Share